Minha foto
Aracaju, Sergipe, Brazil
Sou uma terapeuta ericksoniana; trabalho com Psicoterapia Breve, utilizando, sob medida para cada pessoa, técnicas de Hipnose e Arteterapia. Sou também doula: acompanho gestantes durante o pré-natal, parto e pós-parto. Qualquer dúvida e interesse, entre em contato! Terei o maior prazer em poder ajudar. :)

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Confesse


Todo ser humano possui um dom primordial: a capacidade de aprender. E sai aprendendo de tudo por aí, mantendo em seus hábitos diários aquilo que a vida lhe ensinou mais vezes, digamos assim...

Como parte do instinto de sobrevivência, aprendemos a engolir, mesmo antes de nascer. Por isso que, às vezes, num cúmulo de absorção daquilo que o ambiente oferece, o feto engole o líquido que envolve e protege seu ser.  

É, aprender o que se deixa entrar e o que deve permanecer do lado de fora é uma tarefa delicada. 

O mundo, do jeito que está hoje, nos incentiva a engolir frequentemente sapos, alimentos com agrotóxicos, choro e pílulas que se espera que façam milagres. Com tanto exercício de deglutição, acabamos por estender esse ato a sentimentos positivos que nos passam os outros, nos contextos que menos necessitam dessa nossa retenção. 

A dificuldade de se expressar livremente às vezes é tanta que não conseguimos (ou não nos permitimos) elogiar. Achamos um amigo bonito, nossa professora fantástica, o jeito que alguém ri ou dança uma graça, mas não falamos nada! Muitas dessas pessoas elogiáveis andam por aí de cabeça baixa, se achando feias, ou absolutamente sem graça; sem saber o quanto as acham divertidas, charmosas e os vários motivos para serem apreciadas. Custa lhes confessar?!

Quando alguém lhe provoca um sorriso, uma sensação boa, um brilho no olhar, é uma oportunidade perfeita para você a mesma coisa a ele/a proporcionar! Ah, confessa, vai...

Camila Sousa de Almeida

5 comentários:

  1. taaaaa bom ! eu confesso...vc é fantástica!

    e tem um sorrisao lindao tb!
    :))

    ResponderExcluir
  2. Eu confesso que você não é bonzinho... é ótimo!!! =D

    ResponderExcluir
  3. eu confesso q te adoro muito e cada vez mais

    ResponderExcluir
  4. Confesso acordei achando tudo indiferente
    Verdade acabei sentindo cada dia igual
    Quem sabe isso passa sendo eu tão inconstante
    Quem sabe o amor tenha chegado ao final

    Não vou dizer que tudo é banalidade
    Ainda há surpresas mas eu sempre quero mais
    É mesmo exagero ou vaidade
    Eu não te dou sossego, eu não lhe deixo em paz

    Não vou pedir a porta aberta é como olhar pra trás
    Não vou mentir nem tudo que falei eu sou capaz
    Não vou roubar seu tempo eu já roubei demais

    Tanta coisa foi acumulando em nossa vida
    Eu fui sentindo falta de um vão pra me esconder
    Aos poucos fui ficando mesmo sem saída
    Perder o vazio é empobrecer

    Não vou querer ser o dono da verdade
    Também tenho saudade mas já são quatro e tal
    Talvez eu passe um tempo longe da cidade
    Quem sabe eu volte cedo ou não volte mais

    Não vou pedir a porta aberta é como olhar pra trás
    Não vou mentir nem tudo que falei eu sou capaz
    Não vou roubar seu tempo eu já roubei demais

    Não vou querer ser o dono da verdade
    Também tenho saudade mas já são quatro e tal
    Talvez eu passe um tempo longe da cidade
    Quem sabe eu volte cedo ou não volte mais

    "Ana Carolina"

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails