Minha foto
Aracaju, Sergipe, Brazil
Sou uma terapeuta ericksoniana; trabalho com Psicoterapia Breve, utilizando, sob medida para cada pessoa, técnicas de Hipnose e Arteterapia. Sou também doula: acompanho gestantes durante o pré-natal, parto e pós-parto. Qualquer dúvida e interesse, entre em contato! Terei o maior prazer em poder ajudar. :)

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Nossa artística mente


Diante de tantas definições de arte, podemos convergi-las no ponto comum da expressão humana – algo de dentro para fora. O ser humano se expressa constantemente, assim como respira, propositadamente ou mesmo sem querer. Algumas artes são denominadas oficialmente como tal e, através delas, o ser humano expressa-se sob conceitos estéticos e técnicas das mais diversas. Mas seria a arte algo tão restrito a alguns nomes, sendo o humano tão vasto? 

Intrinsecamente criativo, o ser humano é capaz de inovar e embelezar até simples atos do dia-a-dia, como um candidato do programa Ídolos, que mesmo não sendo aprovado por nenhum dos jurados, não diminuiu sua luz e simpatia. Não seria essa capacidade de mostrar-se e influenciar positivamente os outros uma arte?! Quão expressivo é iluminar, como o sol, revelando sua natureza em todo seu esplendor...
Podemos colocar a arte também como o ato de mostrar-se, simbolicamente ou indiretamente. Portanto, até mesmo mecanismos de defesa psicológicos podem ser assim considerados. E nisso, a sua mente inconsciente é genial! Hábil em alterar seus conteúdos internos para expô-los de outras formas, esteticamente mais apreciável, só para te proteger. Prova de que você já é, inconscientemente, um artista nato! Além de singular, como se propõe que seja uma obra-de-arte. Cada ator contaria uma mesma piada de um jeito, mesmo com a mesma intenção. É a arte de ser único, de ser humano, que permite chegar ao mesmo destino por diferentes caminhos.
É certo que sensibilidade é requisito para a arte, porque expressamos o que nos afeta. E quantos não são os afetos que temos na vida... Pessoalmente, considero arte tudo o que faço com paixão, com amor, me tornando amadora de diversas delas – nomeadas ou não. Talvez amar seja a maior arte de todas: aquela que lhe permite sensibilizar-se com o que está lá fora e querer agir sobre isso. 

Ser uma terapeuta ericksoniana significa aprender e exercitar a alegre arte de se deixar afetar pelo que é importante para o outro, e criativamente transformar isso em algo mais bonito, que faça sentido para ele e lhe desperte sensações, emoções e idéias renovadoras – tal como um desenho feito a partir de uma foto, que altera a imagem em alguns detalhes, sem deixar de representar a mesma pessoa. Artisticamente transformamos algo feio ou incômodo em algo belo e apreciável, como um poema de Augusto dos Anjos ou uma situação difícil que na terapia – ou sabiamente na vida – se transforma em aprendizado que ajudou a amadurecer.
Busco a arte como uma forma de viver: transformar as formas para formar algo melhor, dentro e fora de mim. E se amar é uma arte, ser amadora é uma profissão.
Camila Sousa de Almeida
 Obs: Foto tirada por mim, durante um workshop ericksoniano. :)

Um comentário:

  1. ar-te
    som ar te
    amar
    arte-ria
    arte ri
    ri mar
    amar
    te

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails